(54) 99156-5529

Blog

Quais os principais tratamentos para o refluxo gastroesofágico?

1 de junho de 2020

O refluxo pode afetar pessoas em qualquer idade, e faz com que o conteúdo do estômago reflua para o esôfago, podendo chegar até a garganta ou a boca.
O refluxo pode estar acompanhado de vários outros sintomas, como: sensação de queimação no esôfago (azia), dificuldade para engolir certos alimentos, tosse seca, garganta irritada, rouquidão, entre outros.
Esse problema é causado pelo enfraquecimento/relaxamento do esfíncter esofágico inferior, uma válvula que fica entre o esôfago e o estômago. São vários os fatores envolvidos, como alterações anatômicas (hérnia hiatal), obesidade central, hábitos alimentares e tabagismo.
O diagnóstico do refluxo gastroesofágico além de basear-se nos sintomas do paciente, também pode ser feito através de exames como endoscopia digestiva alta, pHmetria, manometria do esôfago e laringoscopia.
O refluxo pode ser tratado de forma clínica ou cirúrgica.
Tratamento clínico: uso contínuo de medicamentos que reduzem a produção de ácido gástrico, mudanças de hábitos alimentares e estilo de vida, cessação do tabagismo.
Tratamento cirúrgico: para casos selecionados, após serem avaliados alguns fatores como a intensidade dos sintomas, idade do paciente, o tempo de doença e a resposta ao tratamento clínico.

Dra Milena Westphalen

Gastroenterologista - CREMERS 36631 | RQE 32003

Formada em Medicina pela Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC, a Dra. Milena Westphalen realizou Residência Médica em Clínica Médica e Gastroenterologia pela Universidade Federal da Fronteira Sul, campo de atuação Hospital de Clínicas de Passo Fundo. Desde Março de 2018, a Dra. Milena faz parte do Corpo Clínico do Hospital de Clínicas de Passo Fundo - HCPF - e das equipes de Gastroenterologia e Endoscopia Digestiva da Instituição.

Curriculo Especialidades
Chat
Precisa e Ajuda?
Powered by